fbpx

Reformada, estação Vaz Lobo é alvo de ações criminosas

Estação sofreu intervenções de reformas em agosto

Um mês e meio após ter sido reformada, a estação Vaz Lobo, no corredor Transcarioca, teve seus cabos elétricos furtados. Ontem (28), bandidos levaram 110 metros de fiação da iluminação externa, além de 16 metros de led azul usados na iluminação interna. A estação foi a quarta a ser alvo de criminosos em dois dias. No fim de semana, Curicica, RioCentro e Parque Olímpico também foram depredadas e furtadas. Outra que foi alvo dos bandidos foi a estação Merck, também no Transcarioca. Na madrugada desta terça-feira, dia 29, bandidos furtaram cabos de energia.

As obras em Vaz Lobo haviam sido concluídas no dia 13 de agosto. A equipe de Infraestrutura do BRT Rio trabalhou durante a madrugada para que a operação fosse realizada e não houvesse prejuízo aos passageiros. A estação foi a primeira a passar por reformas no corredor Transcarioca.

Desde abril, cerca de 100 estações foram vandalizadas e/ou furtadas. Atualmente, o BRT Rio tem um total de 33 estações fechadas por causa desses tipos de crimes. As que foram fechadas em razão da pandemia também acabaram sendo depredadas e não apresentam condições para a reabertura.

Apesar disso e mesmo com a grave crise financeira, o BRT Rio segue um cronograma de trabalho em suas estações. Já foram recuperadas ou reformadas 22. Em breve serão reaberta Vila Queiroz, Santa Luzia e Bosque da Barra.

Lembramos que as estações são um patrimônio público e a fiscalização das mesmas cabe aos órgãos com poder de polícia, como a PM, com a qual o BRT Rio mantém convênio através do Proeis, e a Guarda Municipal.

Compartilhe em
suas Redes Sociais: