Home > Notícia

Notícia

Foto da notícia

Pistas do Transcarioca sofrem por falta de conservação

Rio de Janeiro, 21 de Novembro de 2017.

Pouco mais de três anos após ser inaugurado, o corredor Transcarioca está com sérios problemas estruturais na calha. A situação é tão caótica que, em alguns trechos, os motoristas dos articulados estão sendo obrigados, por questão de segurança, a fazer desvio na pista ou a reduzir a velocidade para menos de 20km/h. É o que acontece perto da estação Pedro Correa, em Jacarepaguá, sentido Alvorada. Lá, um bloco de concreto da via está solto e até parte do ferro já aparece. A situação se arrasta há pelo menos seis meses.


Caso semelhante acontece na altura da estação Pinto Teles, em Campinho, também sentido Alvorada. São pelo menos três buracos na pista de concreto.  Além de colocar em risco passageiros e condutores, essas crateras atrasam as viagens, porque o tempo do percurso aumenta. O Consórcio BRT estima que, em alguns serviços do Transcarioca, a presença de buracos aumentou em 40% o deslocamento entre bairros. Importante lembrar que o Transoeste está com o mesmo cenário de degradação da pista e que os reparos, por contrato, devem ser feitos pela Prefeitura do Rio de Janeiro.

COMPARTILHE: Google+