fbpx

BRT Rio lamenta veto presidencial ao PL 3.364/2020

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O BRT Rio lamenta o veto do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao projeto de lei 3.364/2020, que destinava R$ 4 bilhões ao setor de transportes do país, sendo R$ 197,8 milhões para o município do Rio de Janeiro.

Desde o início da pandemia, o setor de transportes tem sido um dos mais atingidos. De março a novembro, o BRT Rio acumulou perda de receita de R$ 165 milhões, o que vem tornando a situação financeira da empresa insustentável. O desequilíbrio financeiro do sistema tem se refletido de várias formas, inclusive na dificuldade para pagar o 13º salário dos colaboradores.

Sem qualquer apoio da Prefeitura do Rio até aqui, a sanção presidencial era vista pelo BRT Rio como um auxílio imprescindível. O veto vai na contramão da função social que a mobilidade urbana tem para o país.

Share in
your Networks: