fbpx

BRT monta estrutura especial para atender público do Rock in Rio

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Está no DNA do carioca receber bem. Por isso, a cidade é um dos principais destinos de turistas de diferentes países do mundo e do Brasil e já provou sua capacidade para receber grandes eventos. Além de fomentar a economia e o turismo, eventos como o Rock in Rio trazem benefícios incalculáveis para a imagem da cidade. Mas para que o Rio mantenha este status é primordial a oferta de um transporte público eficiente e de qualidade. Por acreditar nessa premissa e compreender a importância do sucesso destes grandes eventos para a cidade, o Consórcio BRT investiu em um planejamento especial que contou com uma robusta infraestrutura para atender ao público do Rock in Rio em 2019.

Os três principais terminais de saída e chegada para os shows – Alvorada, Centro Olímpico e Jardim Oceânico – foram modificados para suprir a demanda do público do festival sem afetar os passageiros do dia a dia. No Terminal Jardim Oceânico, por exemplo, foi realizada uma obra de extensão da plataforma de embarque e instalação de uma cobertura metálica. Uma estrutura adicional com 25 metros de comprimento e quase 11 metros de largura.

“Não é fácil ter picos de 10 mil passageiros por hora em apenas um terminal como o do Jardim Oceânico. Graças a experiência de grandes eventos como as olímpiadas, conseguimos fazer o público chegar com rapidez e segurança em mais esta edição do Rock in Rio. Mas para cumprir esta tarefa foi necessário fazer mudanças que atendam quem vai ao festival sem prejudicar os passageiros do dia a dia. Por isso, no Terminal Jardim Oceânico, o local de maior movimento, a plataforma teve que ser estendida para comportar este grande número de pessoas e contar com o trabalho de uma equipe extra de orientadores para lidar com este público”, explicou o presidente executivo do BRT, Luiz Martins.

Os três terminais receberam materiais específicos de sinalização. Ao todo, mais de 400 peças gráficas estão distribuídas em locais estratégicos de nossas estações e terminais para orientar o público. O BRT ainda investiu em outros itens essenciais como geração de emergência, contratação de quase 100 orientadores “posso ajudar?”, validadores, catracas, containers de bilheteria e para viabilizar toda a operação, sistema de segurança e limpeza, entre outros.

Como toda operação para grandes eventos ao redor do mundo envolve uma preocupação especial para a volta para casa, o BRT adotou uma das práticas mais eficazes de gestão de público. Foram confeccionadas pulseiras para os usuários que utilizaram os articulados na volta do festival para que na hora do retorno eles pudessem embarcar com mais rapidez nos veículos.

O consórcio também alugou veículos que atendem exclusivamente ao público do festival, sem afetar a oferta para quem usa as linhas regulares nos dias úteis. O BRT transporta uma média de 380 mil passageiros em dias úteis, mas no período de Rock in Rio há um acréscimo de cerca de 50 mil pessoas.

Share in
your Networks: