fbpx

BRT fará ajustes para os próximos dias úteis de Rock in Rio

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Manifestação organizada pelas redes sociais e ambulantes causaram transtornos no horário de pico do primeiro dia de operação

Mais de cinquenta mil pessoas usaram as linhas especiais do BRT no primeiro dia de Rock in Rio. Com um tempo médio de embarque de três minutos na ida e somente um minuto na volta, o BRT fez aproximadamente 900 viagens entre 12h e 5h. E, mesmo com a expertise no planejamento operacional de grandes eventos, como os jogos olímpicos de 2016, acreditamos que é sempre possível melhorar e faremos alguns ajustes para os próximos dias de festival.

Durante os dias úteis, no horário de pico, como em qualquer outro modal, há uma concentração maior de passageiros no embarque para a volta para a casa. Além disso, o evento Rock in Rio acarreta um aumento de demanda de cerca de 10 mil passageiros, por hora, entre 17h e 19h, o que gerou inclusive a necessidade de realização de obras temporárias, como a extensão da plataforma do Jardim Oceânico, para suportar grande movimento de pessoas. No entanto, além de todo esse movimento atípico, tivemos outra situação que agravou ainda mais a operação. A presença maciça de ambulantes prejudicou o trabalho dos orientadores dos terminais e o fluxo nas plataformas, o que causou atrasos em algumas saídas. O Consórcio já fez um alerta aos órgãos públicos e espera que este problema seja resolvido nos próximos dias.

Somado a isso, no terminal Jardim Oceânico, durante esse horário, também foram realizadas uma blitz da SMTR e uma manifestação que vinha sendo organizada pelas redes sociais há alguns dias, aproveitando a projeção do evento e jornalistas no local. Com a invasão da pista por alguns manifestantes, a operação precisou ser interrompida, não permitindo a manobra dos veículos para atender os usuários regulares e o público do RIR. Tão logo a pista foi liberada, a operação foi devidamente regularizada, o que demonstra que havia oferta de veículos articulados no Terminal neste momento.

Reforçamos, inclusive, que nenhum veículo destinado à operação regular foi deslocado para a realização dos serviços especiais criados para a operação do evento Rock in Rio. Para garantir o deslocamento de todos os usuários, em decorrência do aumento da demanda, o Consórcio providenciou, inclusive, o aluguel de veículos de outras capitais de modo a não afetar o serviço regular.

Tendo em vista este panorama de adversidades no primeiro dia útil do Rock in Rio, o BRT fará ajustes em sua operação para quinta-feira (3/10) e sexta-feira (4/10). Entre os ajustes está a contratação de mais orientadores de público, solicitação de reforço na segurança dos terminais e estudo de demanda específico sobre esse primeiro dia para avaliarmos necessidades de remanejamento da frota.

 

Principais informações sobre a operação especial Rock in Rio:

 

Como chegar?

  • O público poderá pegar as linhas SE 003 (saída Jardim Oceânico) e SE 005 (saída Alvorada) para ir direto à Cidade do Rock, a partir do meio-dia.
  • O embarque para o serviço SE 003 é próximo à saída do metrô.
  • O público que for ao festival de BRT deve manter o cartão RioCard Mais com crédito total de R$15,05 para ida e volta, em cada dia do evento. O ideal é carregar pelo aplicativo do Riocard ou em bilheteria da estação de embarque, antes de chegar ao Parque Olímpico.
  • Na ida, o passageiro parte de qualquer ponto, linha especial ou regular, e paga R$4,05.
  • Quem descer na estação Rio 2 deve pegar a linha 50 até o Terminal Centro Olímpico, pois só lá no terminal, ele vai garantir a pulseira da volta.

 

 

A volta para casa

  • Na volta, serão cobrados R$ 11 (tarifa especial). Antes de entrar no evento, o passageiro já deve comprar a volta em uma das bilheterias ou vendedores ambulantes no Terminal Centro Olímpico. Ele valida o cartão e recebe uma pulseira para a volta.
  • Só com a pulseira o passageiro garante a volta mais rápido de BRT.
  • Quem estiver com a pulseira não precisa comprar bilhete para o retorno, nem passar novamente o cartão riocard mais no validador.
  • Para a volta, existem 3 linhas especiais: SE 003 (direto para Jardim Oceânico), SE 005 (direto para Alvorada) e SE 004, que sairá do Morro do Outeiro para o Terminal Paulo da Portela (Madureira), a partir de meia-noite. Essa linha é expressa e vai parar apenas nas estações Curicica, Santa Efigênia, Taquara, Tanque, Praça Seca, Campinho e Terminal Paulo da Portela.
  • Para acessar a estação Morro do Outeiro, o passageiro deve ir até o Terminal Centro Olímpico e descer a passagem subterrânea. O terminal e a estação são interligados por essa passagem.

 

Informações gerais:

  • A Estação Rio 2 fecha da meia-noite às 5 da manhã nos dias de Rock in Rio. E a Estação Parque Olímpico só fica aberta das 5 da manhã às 11 da manhã.
  • A operação especial do BRT para o Rock in Rio não provoca alterações nas linhas usadas diariamente pelos passageiros. Todas as outras linhas regulares continuarão funcionando normalmente.

 

Canais de busca

  • Basta acessar www.brt.rio/rockinrio para tirar todas as dúvidas sobre a operação especial do evento
  • Basta acessar www.brt.rio para ter a lista das linhas, estações e horários de todo o sistema BRT.
Share in
your Networks: