fbpx

BRT é alvo de vandalismo e evasões na última quarta-feira

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O feriado desta quarta-feira, dia 20, foi marcado por atos de vandalismo e um grande número de evasões em estações e terminais do BRT. Alguns torcedores do Flamengo, que não representam a totalidade da torcida rubro-negra, quebraram grades, bancos e divisórias no Terminal Aroldo Melodia, no Fundão. Muitas divisórias foram danificadas ou arrancadas. Além disso, portas dos articulados foram vandalizadas e alçapões foram retirados. Alguns torcedores chegaram a viajar com parte do corpo para fora do veículo. Ao todo, foram oito articulados depredados. Estes fatos aconteceram nos terminais Fundão e Paulo da Portela, em Madureira, além de estações como Manaceia, que tiveram as portas de vidro quebradas.

O Consórcio BRT Rio lamenta os fatos ocorridos, pois o vandalismo implica na retirada de veículos de circulação para manutenção, o que prejudica os passageiros do dia a dia. Uma porta quebrada pode tirar um ônibus de circulação por um dia, se for um vidro quebrado, por exemplo, ou até cinco dias, se for afetado o mecanismo. Se a gente levar em consideração que um articulado carrega em média 180 pessoas e faz também em média 7 viagens por dia, são mais de 1.200 pessoas que vão lotar outros ônibus, a cada dia que esse articulado estiver na garagem em manutenção, por causa de atitudes absurdas como essa.
Como foram oito articulados vandalizados, cerca de 9.600 passageiros serão afetados por dia até que os veículos sejam consertados.

Share in
your Networks: